O que é usabilidade e como está relacionada com acessibilidade?

Janaina Santos, 20 Outubro 2020

usabilidade

COMPARTILHAR :

Usabilidade e acessibilidade são ambas facetas de um design centrado no usuário. Veja como a sua aplicação pode ajudar a criar um site que coloca o foco no consumidor.

Usabilidade e acessibilidade web são elementos de uma boa experiência de usuário e se sobrepõe em alguns aspectos já que o objetivo de ambos é tornar o conteúdo de uma página web fácil de entender e acessível a todos.

Existem algumas diferenças entre os dois temas em design mas, se você estruturar o seu site com o usuário em mente, conseguirá atender a esses dois aspectos

A colméia de experiência de usuário do Peter Morville ilustra os elementos que devem ser levados em consideração na construção de um bom website. Como você pode ver na imagem, “acessível” e “usável” são partes essenciais de um website que entrega uma boa experiência aos seus visitantes.

O que é usabilidade em design web?

No mundo do design, usabilidade está relacionada à facilidade com que a informação pode ser acesssada e digerida por um visitante em uma página web. Fonte

Para atingir um bom nível de usabilidade no seu site, o desenvolvimento deve começar da perspectiva do usuário. Se coloque no lugar dos sues clientes e comece com as pergunats mais básicas:

– Eu consigo encontrar o que procuro no site?
– Eu entendo o que está sendo vendido?
– Eu consigo fazer o que vim fazer?

Existem alguns ingredientes na fórmula de usabilidade: eficiência, efetividade, engajamento, tolerância a erro e facilidade de aprendizagem.

Eficiência é um dos ingredientes principais: usuários não estão dispostos a gastar muito tenpo procurando a informação entre um design ou comunicação confusos.

Aqui estão alguns elementos que afetam a usabilidade:

1) Acessibilidade: como mencionamos, esses dois estão super ligados. Um site acessível é um site que pode ser facilmente usado por qualquer pessoa.

2) Capacidade de reposta: ligado a abilidade do seu side de responder a diferentes aparelhos.

3) SEO: A arquitetura do seu site permite que ele seja descoberto por ferramentas de busca, tornando a informação disponível aos visitantes.

4) Conteúdo e mensagem: comunicação clara e efetiva que leva o visitante a completar rapidamente o seu objectivo.

5) Layout e navegação: deve ser fácil e intuitivo de navegar pelo seu site e encontrar a informação que procura. Menus, estrutura. etc. Veja alguns bons exemplos como a Apple: design limpo que deixa a atenção do usuário no principal.

6) Velocidade do site e erros: seu site pode ser maravilhoso mas se leva muito tenpo para carregar ninguém irá visitá-lo. Visitantes devem conseguir completar facilmente as ações que desejam. Monitore os erros para garantir que seja fácil recuperar-se deles.

Acessibilidade digital: ofereça uma experiência inclusiva

Colocar o usuário no centro do design do seu site significa considerar as necessidades de todos os usuários. Isso só é possível se você se lembrar de que 10 -15% da população tem algum tipo de deficiência.

Para esse grupo, visitar um website que não esteja adaptado pode ser uma experiência extremamente frustrante.

Acessibilidade digital não é apenas algo interessante mas também obrigatório por lei em vários países e regiões. Na Europa, instituições públicas são obrigadas a oferecer conteúdo acessível em seus webites à partir de Setembro de 2020.

Existe uma variedade de deficiências que podem se tornar uma barreira para usuários incluindo visual, auditiva e cognitiva (como dislexia). Seguindo os padrões de acessibilidade web você também torna o seu conteúdo mais inclusivo para um grupo ainda mais amplo como usuários com pouco conhecimento de informática ou aqueles que dormiram poucas horas na noite anterior.

A Amberscript pode te ajudar a atender os padrões WAGC 2.1 em acessibilidade digital para os surdos e pessoas com deficiência auditiva.

Por onde começar

Caso você já tenha um site

Teste e adapte

Caso você já tenha um wesbite, você precisa avaliar o quão usável e acessível ele é através de alguns testes.

  • Para usabilidade, os testes são feitos com o propósito de identificar problemas com o fluxo do usuário através da identificação de erros, oportunidades e a melhora no geral da experiência do usuário.

Você pode usar ferramentas como Optimizely, UserZoom e UserTesting e identificar informações para validar suas hipóteses.

  • Para acessibilidade digital, existem testes e ferramentas específicas que podem ser utilizadas.

Caso esteja administrando um website para uma instituição pública na União Europeia que é obrigada por lei a atender os padrões de acessibilidade, você deve aprender mais sobre o guia WGAC 2.1. Saiba mais visitando a nossa página e fazendo o download do ebook de Acessibilidade Digital.

Caso você não seja obrigado por lei mas gostaria de tornar o seu site mais acessível para ter acesso a uma audiência mais ampla, você pode seguir as melhores práticas em acessibilidade web como adicionar legendas e transcrições ao conteúdo de áudio e vídeo, usar um contraste adequado de cores e oferecer uma versão em áudio para o conteúdo escrito.

Aprenda a criar legendas e adicioná-las ao seu vídeo.

Existem diversas ferramentas que você pode testar para verificar o quão acessível é o seu site. Aqui você encontra uma lista extensiva.

Caso esteja desenvolvendo um website

Se você está no processop de desenvolvimento de um website, certifique-se de levar em consideração os elementos da colmeia de UX.

Crie um website que é:

1) Usável – lembre-se de que as caraterísticas principais são efetividade, eficiência, engajamento, tolerância a erro e facilidade de aprendizagem.

2) Útil – Seu produto está atendendo uma necessidade, caso contrário, você não o estaria vendendo. Certifique-se de mostrar o valor e utilidade do seu produto deixando a informação clara e acessível.

3) Desejável – lembre-se de que o foco deve estar no que você está promovendo, não no site. Você não quer um design que roube a atenção do produto ou serviço. Veja novamente o exemplo da Apple: design minimalista que deixa o produto no centro do palco.

4) Encontrável – Isso serve para arquitetura do site que deve favorecer SEO (como o seu site aparece nas ferramentas de busca como o Google), mas também para a facilidade de encontrar informações dentro do site, através de menus, atalhos, etc.

5) Acessibilidade – inclua usuários com deficiências como parte das suas personas de marketing para levar em contas as suas necessidades. Assim, você alcançará uam audiência muito maior. Incorpore o guia WCGA 2.1 para construir um site inclusivo e centrado no usuário.

6) 6) Confiável – certifique-se de incluir credenciais, depoimentos e avaliações que ilustrem a sua reputação aos seus clientes.

Tenha em mente que usabiliade é um processo constante. A maneira como os visitantes do seu site se comportam não é sempre a esperada então teste, transforme, monitore e melhore a experiência dos seus usuários.

Resumo

  • Usabilidade é uma parte essencial de um experiência de UX centrada no usuário. – Significa oferecer um site que seja fácil de usar e onde a informação esteja disponível e clara.
  • Fatores que compõem e afetam a usabilidade: acessibilidade, capacidade de resposta, SEO, layout e navegação, velocidade do site e erros.
  • Acessibilidade está intrinsecamente conectada com usabilidade. Ela promove conteúdo digital que pode ser utilizado por todos, inclusive aqueles com deficiências.
  • Para garantir que o seu site seja acessível, você precisa testá-lo.
  • Para construir um site centrado no usuário, você precisa levar em consideração as facetas de UX ilustradas na colmeia de Peter Morville: útil, usável, desejável, encontrável, acessível, confiável e por isso valioso.
  • Para aprender mais sobre como criar conteúdo acessível, visite a nossa página e faça o download do ebook de Acessibilidade Digital.

video podcast

How to create video podcasts and transcripts of audio PT

/
Como fazer um video podcast e transcrever o áudio

Aprenda como fazer um podcast de vídeo e transcrever o áudio para tornar seu conteúdo acessível aos surdos e deficientes auditivos.

Internet universality: definition and why it matters to accessibility PT

/
Universalidade da web: o que é e relação com acessibilidade

A princípio de universalidade da Internet está ligado a igualdade de acesso ao ambiente digital. Veja como promover a acessibilidade da web.

What is useability and how it relates to web accessibility? PT

/
O que é usabilidade e como está relacionada com acessibilidade?

Usabilidade e acessibilidade são facetas de um design centrado no usuário. Veja como a sua aplicação pode ajudar a criar um site centrado no consumidor.